Entendendo a Inflação e a importância dos Investimentos: Protegendo seu dinheiro e preservando o poder de compra

A compreensão do impacto da inflação e a relação com a expansão da base monetária (M2) é crucial para todos que desejam preservar e aumentar seu poder de compra ao longo do tempo.

Neste artigo, vamos explorar o que é a inflação, como ela se relaciona com a injeção de dinheiro na economia e, mais importante, como os investimentos desempenham um papel fundamental na proteção do seu patrimônio.

 

 

– O que é a Inflação

A inflação é o aumento contínuo e generalizado dos preços de bens e serviços em uma economia ao longo do tempo. Ela reduz o poder de compra da moeda, fazendo com que o mesmo montante de dinheiro compre menos do que compraria anteriormente.

No Brasil o índice oficial utilizado pelo governo para medir a inflação é o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE, divulgado mensalmente. Mas, esse índice é consequência de outro que poucos conhecem…

 

 

– Relação com a Base Monetária (M2)

A base monetária M2 representa a quantidade total de dinheiro em circulação na economia, incluindo moeda física, depósitos à vista e algumas formas de poupança.

Quando há uma expansão significativa da base monetária, como ocorre em momentos de políticas monetárias expansionistas, isso pode contribuir para o aumento da inflação.

 

O excesso de dinheiro em circulação leva geralmente a um aumento na demanda por bens e serviços, o que, por sua vez, pressiona os preços para cima.

Veja como funciona essa diferença em dados históricos, e entenda como o IPCA, passa longe da verdadeira desvalorização da moeda, regida pela lei de oferta x demanda.

Enquanto o IPCA, desde 1994 considerando o plano real, acumula uma alta de 690,09%

Já a nossa base monetária (M2) ela cresce exponencialmente em torno de 20% ao ano.


 

Sendo que, muitas das vezes, nosso IPCA fica na casa dos 4%-6%. Chegando na máxima de 10,06% pós-pandemia, onde tivemos uma das maiores expansões do M2 da época, saindo de R$ 2.87 trilhões para os atuais R$ 5.87 trilhões, mais de 100%.

– A importância de Investir diante da Inflação

  1. Preservação do poder de compra

Ao longo do tempo, a inflação destrói o valor do dinheiro. Investir em ativos que historicamente superam a taxa de inflação é essencial para preservar o poder de compra do seu dinheiro.

 

  1. Crescimento do patrimônio

Investimentos bem escolhidos não apenas mantêm seu valor real, mas também têm o potencial de proporcionar retornos que superam a inflação. Isso significa que, ao investir, você está não apenas protegendo seu dinheiro, mas também aumentando seu patrimônio.

 

  1. Diversificação como estratégia antinflacionária

Diversificar a carteira de investimentos é uma estratégia eficaz contra os efeitos da inflação. Diferentes ativos reagem de maneiras distintas às mudanças econômicas, permitindo que o investidor minimize riscos e maximize oportunidades de retorno.

 

Em um cenário de inflação e aumento da base monetária, investir de maneira consciente torna-se essencial. Os investimentos não são apenas uma maneira de fazer o dinheiro crescer, mas também uma forma de o proteger contra os efeitos da inflação.

Ao compreender a dinâmica entre inflação, base monetária e investimentos, você estará mais bem preparado para preservar e aumentar seu patrimônio ao longo do tempo.

 

Quer aprender a Investir e tomar suas próprias decisões? Conheça a Mentoria Financeira Premium da Valley Invest, com uma orientação em organização financeira e investimentos alinhados a seus objetivos, tem duração de 2 meses e 6 sessões, para você sair preparado para investir.

 

Bruno Aragão.

atendimento@valleyinvest.com.br

No Instagram: @bruno.aragaos